Não se afogue na conciliação de cartões

Saiba tudo sobre Conciliadores de Cartões e conheça as principais características dos serviços de conciliação de cartões disponíveis no mercado.

Não se afogue na conciliação de cartões

30 de abril de 2019 Notícias 0

É um desafio de R$ 1,14 trilhão. Uma montanha de dados sobre 12,5 bilhões de transações por ano. Esse é o volume movimentado por cartões de crédito e débito no Brasil. Isso é um grande desafio para os varejistas, obrigados a fazer a conciliação de cartões diariamente para fechar o caixa.
Estima-se que atualmente 70% das transações no país são feitas com o chamado dinheiro de plástico. Ou seja, é praticamente impossível abrir mão desse meio de pagamento, por isso, não dá para fingir que o problema não existe.
A checagem manual das contas, mesmo quando feita com uma planilha eletrônica, apresenta grande quantidade de erros que provocam perdas pesadas. E ainda existem muitos pequenos comerciantes fazendo esse trabalho na ponta do lápis.

De centavos a milhares de reais
São pequenos erros, podem ser até centavos, que se acumulam e com o tempo se transformam em prejuízos de milhares de reais. O preço de não usar a tecnologia para cuidar da conciliação de cartões é alto para o varejista. Como saber se os recebimentos estão sendo feitos corretamente? Se as taxas e o valor do aluguel do leitor de cartões estão dentro do que foi contratado?
A falta de controle na conciliação de cartões pode criar também um problema de crédito. Segundo a Confederação Nacional dos Diretores Lojistas, para melhorar o capital de giro, 60% dos varejistas antecipam o recebimento do pagamento dos cartões. Eles negociam taxas mais baixas para esse empréstimo, mas os erros no registro das transações podem prejudicá-los.

Erros na conciliação de cartões aumentam risco de fraude
Isso para não falar no risco de fraudes. Elas ficam muito mais fáceis sem um mecanismo de controle eficiente e automatizado. Ainda mais que o Brasil é o segundo na lista dos países com maior número de fraudes em cartões de crédito, segundo a pesquisa Global Card Consumer Fraud 2016, do Alte Group em parceria com a ACI.
Softwares de gestão financeira podem pôr um fim nos problemas de conciliação de cartões. Com eles, todo aquele oceano de documentos e números nos extratos dos lojistas, da operadora e dos bancos são conferidos de forma automática, eliminando horas de trabalho e reduzindo a possibilidade de erros a praticamente zero.
Erros cometidos pelo varejista ou pela operadora no lançamento das transações são eliminados. Há também um importante ganho na qualidade de gestão do negócio. Os sistemas geram relatórios confiáveis, nos quais os varejistas podem conferir rapidamente dados importantes para a saúde financeira de seu negócio.

Produtividade com gestão integrada
Enquanto isso, os funcionários que antes se ocupavam dessa tarefa podem ser deslocados para outras áreas, como promoções e fidelização de clientes, entre outras. Também é possível comprar sistemas em que a solução financeira está integrada ao software de gestão, o que turbina a eficiência de toda a operação, permitindo cruzar todo tipo de informação sobre estoques, compras, ticket médio e outras, com os dados do fluxo financeiro, que é diretamente impactado pelos cartões.
Essas soluções também são móveis. Ou seja, os dados da conciliação de cartões – e dos indicadores de gestão – podem ser acessados a qualquer momento, de qualquer lugar, por meio de um simples smartphone.
E como o ganho de escala barateou esse tipo de tecnologia, fica a conclusão: hoje, só se afoga no mar da conciliação de cartões, quem quer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *